quarta-feira, 16 de dezembro de 2020

Artigo publicado: Literacia em saúde e literacia mediática: os elementos mais considerados nas informações sobre vacinação


Para encerrar 2020 da melhor maneira, compartilho mais um artigo publicado. Esse estudo, denominado Literacia em saúde e literacia mediática: os elementos mais considerados nas informações sobre vacinação está disponível na íntegra na Revista Comunicação Pública e foi capitaneado pela Tâmela Grafolin e teve participação minha e dos Professores Paulo Serra e Valeriano Piñero-Naval, todos investigadores do LabCom.CA

RESUMO:
A vacinação foi tema constante nos meios de comunicação social em Portugal, durante o primeiro semestre de 2018, devido ao surto de sarampo que acometeu a região norte do país e afetou 112 pessoas. Esse surto trouxe o debate sobre a vacinação de volta à mídia. Para avaliar o papel da informação na tomada de decisão dos familiares acerca da vacinação, realizou-se um questionário investigativo com pais, ou responsáveis, dos estudantes das escolas de ensino pré-escolar na cidade da Covilhã, Portugal. O objetivo foi avaliar se há relação entre o nível de escolaridade, o hábito de consumo de informações e a perceção dos elementos que mais são apreciados em uma informação sobre saúde. A amostra de conveniência foi constituída por 89 familiares. Como resultado de nossa pesquisa, podemos considerar que o nível de escolaridade do indivíduo não interfere de maneira significativa nos seus hábitos de consumo de informação, assim como não possui relação com as características mais apontadas como importantes em uma informação sobre saúde.

O texto na íntegra pode ser acessado neste link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário