sábado, 5 de julho de 2014

Nível do Rio Uruguai baixa em São Borja e Itaqui, mas segue subindo em Uruguaiana

Acesso a Ponte Internacional, em São Borja. O que era campo,
virou rio. Foto: Claudio Gottfried
A Fronteira Oeste segue em alerta devido ao Rio Uruguai. Em São Borja a baixa do nível do rio já está no terceiro dia. Itaqui registrou hoje a primeira baixa na marca, desde que a enchente começou a desalojar moradores.

 Em Uruguaiana, apesar de um pequeno aumento registrado nas últimas horas, o rio segue subindo. De acordo com a previsão do tempo, deve chover neste sábado e domingo, inclusive com risco de queda de granizo, na Fronteira Oeste


Dados atuais

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul informou, na manhã deste sábado, que subiu para 15.802 o número de pessoas atingidas por enchentes e enxurradas no Estado. Destas, 1.676 continuam desabrigadas (em abrigos fornecidos pelo governo) e 14.126 estão desalojadas (em casas de parentes e amigos).

O total de municípios em situação de emergência continua 78. Iraí e Barra do Guarita, estão em estado de calamidade pública.

São Borja

Nível do rio, de acordo com a Prefeitura Naval Argentina, está em 13,66 metros acima do nível normal. Depois de bater em 17 metros e afetar três mil pessoas, alguns já começam a voltar às suas casas para começar a limpeza e encaminhar o retorno definitivo.

Aproximadamente 500 pessoas seguem atendidas pela Prefeitura Municipal, da qual recebem três refeições no Ginásio do Passo e nas Associações de Bairro que serviram de bases para os desabrigados.



Itaqui

Foi a cidade mais afetada da região. O rio chegou a marca de 13,69 metros acima do nível normal e mais de 11 mil pessoas foram atingidas.

A água chegou até a Avenida Independência, a mais importante da cidade, localizada no centro de Itaqui. O prédio da Receita Federal está tapado até a metade. Dos 17 bairros no município, pelo menos cinco estão submersos, conforme a Defesa Civil da cidade.




Uruguaiana

Na maior cidade da região, o rio ainda segue em crescimento. Com uma média de suba de dois centímetros por hora, o rio está a 12,73 metros acima do curso normal. De acordo com a Prefeitura Municipal, seis mil pessoas já foram afetadas na cidade.

O coordenador regional da Defesa Civil em Uruguaiana, capitão Gerson Corrêa de Mello, disse que o rio deve atingir a maior marca nesta noite de sábado e estabilizar a partir do domingo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário