sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

Hospital Ivan Goulart alerta para doenças típicas da estação

Drª Juliana Froes é médica no Pronto Socorro do Hospital 
Assim como no inverno, o verão também possui suas doenças ou problemas de saúde típicos. 

Otite, gastroenterite, rinite, faringite e dermatite, todas essas “ites” são os principais motivos que tem levado a população de São Borja ao Pronto Socorro do Hospital Ivan Goulart.

Na segunda reportagem da série “HIG alerta”,  algumas dicas de prevenção às doenças típicas do verão serão ressaltadas. Muito se fala em grupo de risco para determinadas doenças que ocorrem em maior parte no inverno. São as pessoas com maior vulnerabilidade imunológica às doenças como crianças e idosos. No verão acontece da mesma forma.

Quase 90% das internações do último mês no hospital foram de pessoas desse grupo etário. A maioria com sintomas de gastroenterite e problemas nas vias áreas superiores, como rinite e faringite, que se não são tratadas podem evoluir para casos de bronquite ou pneumonia.

Essas doenças estão relacionadas ao período de calor extremo devido ao uso do ar condicionado que retira a umidade do ar no ambiente provocando o ressecamento das vias aéreas, as doenças estão também relacionadas à mudança de temperatura entre um ambiente e outro, principalmente quando a pessoa sai de um lugar climatizado para um não climatizado, os banhos de rio, mar e piscina em horários de sol forte também devem ser evitados. Todos esses fatores podem acarretar nas famosas “ites”. O sol, quando a pessoa se expõe durante um longo período sem se hidratar e sem se proteger, também pode causar insolação e desidratação.

De acordo coma enfermeira Manoella Leal, alguns sintomas de insolação e desidratação podem ser visíveis. Veja na ilustração abaixo:


A médica Juliana Froes, que atende no Pronto Socorro do hospital Ivan Goulart comenta que muitos casos de gastroenterite e infecções das vias áreas chegam ao hospital e necessitam de internação, mas alguns podem ser tratados em casa. “Crianças e idosos com doenças crônicas devem receber bastante atenção no verão. Pois a maior parte dos casos que chegam até o P.S e necessitam de internação, pertencem a essa faixa etária” comenta a médica.

A médica alerta que alguns cuidados simples, que podem ser feitos em casa, auxiliam bastante na prevenção dessas doenças. “As pessoas precisam evitar o uso de temperatura extrema no ar condicionado, pois o corpo não pode sentir frio e sim estar confortável com a temperatura. É necessário também cuidado na exposição ao sol e beber bastante líquido, assim como ter cuidado com a higiene das mãos, dos alimentos e dos ambientes utilizados por pessoas doentes.” explica Juliana.

Cuidados com o uso do ar condicionado também podem ajudar a prevenir as crises de rinite, faringite e amigdalite. A enfermeira Manoella ressalta a importância da ingestão de líquidos durante a permanência em locais climatizados para evitar o ressecamento das vias aéreas como nariz e garganta. “Se possível, a pessoa deve deixar um recipiente com água no local, para manter a umidade do ar” completa a enfermeira.

Imagens e Texto: Tâmela Grafolin/AI-HIG

Nenhum comentário:

Postar um comentário