quarta-feira, 17 de julho de 2013

Movimento Lojista do Rio Grande do Sul marchou por um ICMS justo

São Borja também marchou na busca de uma cobrança
justa do ICMS. Foto: Mirela Ferreira/ACISB
Um movimento estadual em busca de um Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) justo levou empresários de aproximadamente cinquenta cidades do Rio Grande do Sul às ruas na tarde de ontem, 16 de julho. Segurando cartazes e caminhando em silêncio, os lojistas fecharam suas empresas por 1 hora e marcharam até a frente das Associações Comerciais de cada município, reivindicando uma cobrança justa do imposto.

Em São Borja, cerca de 60 pessoas, representando 15 empresas, foram até a Associação Comercial de São Borja (ACISB), onde receberam o apoio irrestrito da entidade.

Dentre as solicitações, os empresários buscam a desoneração do Imposto de Fronteira, alegando que tal cobrança prejudica diretamente as micro e pequenas empresas do Estado, que representam aproximadamente 75% das empresas gaúchas de varejo, respondendo por mais de 200 mil empregos. O valor de 13%, agregado ao Simples Nacional, é considerado abusivo e fora da realidade para esses empresários aliado ao fim da cobrança de diferença da alíquota para empresas optantes pelo Simples (liberando estas da bitributação) e a queda da Substituição Tributária.


O próximo passo da reivindicação dos empresários será um protesto na frente do Palácio Piratini, sede do governo do Estado, marcado para o próximo dia 23 de julho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário