sexta-feira, 21 de junho de 2013

Prefeitura de São Borja divulga pretensões de investimento para os próximos quatro anos

Passada a primeira Audiência Pública, que discutiu o Plano Plurianual (PPA), a Prefeitura Municipal de São Borja estabeleceu as perspectivas e diretrizes programáticas para os próximos quatro anos no município.

De acordo, com a equipe técnica da prefeitura, cálculos apontam  que o município pode arrecadar cerca de R$ 623 milhões nos próximos quatro anos. Deste valor, cerca de R$ 177 milhões deverão ser investidos na Secretaria da Saúde (SMS) para manter sua estrutura que inclui os ESFs, UPA – 24 horas, PAM e Farmácia Popular, além dos programas desenvolvidos pela pasta. Dentre as ações da SMS o município investirá R$ 4,7 milhões em transporte de passageiros que necessitam acompanhamento médico em outros municípios.

No que tange a recuperação de dependentes químicos a administração prevê empregar R$ 6,8 milhões em ações e manutenção da estrutura do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD). Além disso, R$ 39 milhões irão para assistência hospitalar e ambulatorial e R$ 27 milhões para assistência à saúde de média e alta complexidade.

À pasta da Infraestrutura, a Prefeitura de São Borja destinou R$ 75 milhões. O plano esclarece que R$ 31,7 milhões de recursos originados pelo Pró-Transporte serão para implantados na modernização da infraestrutura dos sistemas de transporte público, pavimentação de vias e obras de acessibilidade ao portador de necessidades especiais. A Infraestrutura pretende realizar obras de saneamento básico no valor R$ 9,4 milhões, nas zonas rural e urbana.

Para a educação, a previsão é que sejam empregados nos próximos quatro anos R$ 136 milhões. Do orçamento total serão investidos R$ 107 milhões no Ensino Fundamental, deste valor o município utilizará R$ 8,4 milhões para o transporte escolar. A secretaria destinou R$ 14,2 milhões à educação infantil, onde serão construídas Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEIS), manutenção de ASEMAS e convênios com AABB Comunidade e APAE.

A  Secretaria Municipal do Trabalho, Habitação Assistência Social e Cidadania trabalhará com o orçamento de R$ 23,8 milhões. Cerca de R$ 3,5 milhões serão investidos em políticas de assistência à Criança e adolescente e R$ 7,9 milhões em políticas públicas voltadas à inclusão social, para manutenção de diversos convênios e ações da pasta.

A equipe responsável pela elaboração do projeto destaca que o PPA é resultado das necessidades básicas indicadas pela própria comunidade, sendo transformadas no plano de governo da atual gestão, para depois tornar-se o projeto que estabelece os objetivos e metas da administração.


O projeto e os recursos ainda serão debatidos em sessões do legislativo e dependem da aprovação destes para que o Projeto tenha sequência. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário