terça-feira, 4 de junho de 2013

Hospital Ivan Goulart investe em ajustes para segurança dos pacientes

Placas indicam o leito e o nome do paciente.
Foto: Tâmela Grafolin
Foi implantado, essa semana, no hospital Ivan Goulart, de São Borja, um sistema de identificação do paciente através de placas em PVC que demonstram o leito e o nome da pessoa. As placas foram colocadas próximas às camas para facilitar o trabalho dos médicos e da enfermagem nos cuidados ao paciente.

Esse sistema foi implantado no hospital seguindo as orientações do Programa Nacional de Segurança do Paciente, criado em 2011, mas que poucos hospitais o adotaram até esse ano. O programa foi criado pelo Ministério da Saúde com base em pesquisa realizada em hospitais de mais cinco países. O estudo demonstrou que um em cada dez pacientes, atendidos em hospitais, sofre um evento adverso como: queda, administração incorreta de medicamentos, falhas de identificação dos pacientes, erros em procedimentos cirúrgicos, infecções e mau uso de equipamentos médicos. 

Para o Ministério da Saúde, a maioria desses incidentes pode ser evitada com medidas preventivas a serem adotadas. Por esse motivo o Programa Nacional de Segurança do Paciente criou o Protocolo de Segurança do Paciente que incentiva a cirurgia segura, a prática de higiene das mãos em serviço de saúde, prevenção de úlceras por pressão, prevenção de quedas de pacientes hospitalizados, identificação do paciente, segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos. 

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, o hospital já implantou além das placas de identificação, a Lista de Verificação para Cirurgia Segura e a educação para higiene das mãos com álcool em gel tanto para funcionários quanto para acompanhantes e visitantes. Essas normas são verificadas diariamente pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do hospital sob coordenação da enfermeira Beatriz Tavares e do médico Gilmar Kochhamm.

Nenhum comentário:

Postar um comentário