quarta-feira, 15 de maio de 2013

Projeto Criança Feliz, de Santiago/RS, é referência para outras cidades do Estado


Projeto atende 300 crianças de Santiago no turno oposto da escola
Foto: Assessoria de Comunicação/PM Santiago
Incrível. Assim pode ser definida a trajetória da Escola de Turno Oposto Criança Feliz, de Santiago. Criada em 1998, pelo então prefeito Chicão Gorski, com o intuito de atender crianças e adolescentes das escolas municipais da cidade, o Criança Feliz foi além e hoje está consolidado com um dos grandes projetos em âmbito educacional do Rio Grande do Sul.

Prestes a completar 15 anos, a escola cumpre um importante papel, valorizando a cidadania acima de tudo por meio de ações voltadas ao acolhimento e aprendizagem, tendo como pilares a educação, o esporte e a cultura. Representantes de diversos municípios do Estado, já foram até a cidade para conhecer um pouco mais sobre o projeto e tentar implantá-lo em seus municípios. 

Com cerca de 300 alunos matriculados, o Criança Feliz mantém uma rotina intensa durante a semana. Os alunos que estudam a tarde no sistema regular, são reunidos a partir das 7:45hs no Ginásio Municipal, ganham café da manhã e partem para as oficinas. Próximo do meio-dia almoçam e são levados para suas escolas. Já quem estuda pela manhã, ao final do turno letivo, é levado até o Ginasião, recebe o almoço e depois participa das atividades extracurriculares da tarde.

A escola Criança Feliz serve, em média, 500 refeições por dia. Todas são balanceadas e criadas sob orientação da nutricionista da Secretaria de Educação. Em duas refeições por turno. A turma da manhã recebe café e almoço e a da tarde almoço e lanche. As despesas com alimentação são custeadas pelo Programa da Merenda Escolar do Município e também contam com o apoio do Sicredi.

Nenhum comentário:

Postar um comentário