sábado, 27 de abril de 2013

Pela internet, são-borjenses se mobilizam para que o atual prédio do Banrisul vire Museu Missioneiro

Se não for repassado à Prefeitura, prédio será leiloado.
Foto: Fernando Rodrigues
Hoje, a internet é um meio de comunicação afirmado e incontestável, pois atinge rapidamente um grande público via correios eletrônicos (e-mails) e também pelas redes sociais. Pensando nisso, a Câmara de Vereadores de São Borja criou um abaixo-assinado online, para que o Governo do Estado do Rio Grande do Sul repasse à Prefeitura Municipal de São Borja o atual prédio do Banrisul.

“A iniciativa de tombamento do prédio do Banrisul é para que, naquele local, possamos viabilizar a instalação de um museu municipal, que irá contemplar a história missioneira, política e documental de São Borja”, declara o vereador Roque Feltrin.

O Museu Missioneiro, atualmente, está localizado juntamente com a Biblioteca Municipal, em um espaço restrito para que sejam incluídas novas peças do acervo histórico local. A petição ganhou mais força durante a realização da 2ª Semana Missioneira onde autoridades, palestrantes e ouvintes mostraram-se cientes da necessidade de São Borja ter um novo local para expor a sua história de primeiro dos sete povos das missões.

“Em contato com o vice-presidente do Banrisul, Flávio Lamel, ele afirma que o prédio será leiloado. Com isso corremos o risco de termos no local outra atividade qualquer. Porém, segundo ele, existe possibilidade de ceder o prédio ao município. Depende apenas da vontade do Governador”, encerrou Feltrin.

A iniciativa da Câmara Municipal de Vereadores está apoiada pela UNIPAMPA, Instituto Federal Farroupilha, ACISB e outras entidades que participam do projeto Rumos de São Borja que elencou com um de seus eixos o desenvolvimento do turismo local.

Para assinar a petição, clique aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário